Muitas novidades para a saúde na zona leste de São Paulo: em visita a Faculdade e ao Hospital Santa Marcelina no último dia 18, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, anunciou a abertura do primeiro curso de medicina em Itaquera (zona leste da capital), na faculdade de Medicina Santa Marcelina, ligada ao Hospital com mesmo nome. O curso irá oferecer 50 vagas por semestre e deve começar a funcionar em julho de 2012. Veja aqui D.O Santa Marcelina[1] a publicação da Portaria que autoriza o funcionamento do curso de medicina.

Segundo o ministro, a ideia é que o jovem que curse Medicina com recursos do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies) e se proponha a trabalhar nas periferias onde o SUS tenha necessidade, irá ter abatimanento na mensalidade. “Foram escolhidos cem bairros de São Paulo com maior concentração de pobreza”, explicou.

O deputado estadual Simão Pedro acompanhou as visitas e as novidades não pararam por aí. Padilha assinou convênio que incluiu o Santa Marcelina no programa SOS Emergências que tem como objetivo qualificar a gestão e o atendimento nas emergências de grandes hospitais que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Para o deputado, “a faculdade de Medicina é uma conquista que pode transformar a realidade de Itaquera e de toda zona leste”.

Sobre o programa

O SOS Emergências foi lançado pela presidenta Dilma Rousseff e o ministro Alexandre Padilha, em Brasília, no início do mês e começou a ser implantado na Santa Casa de São Paulo e no Hospital Miguel Couto (Rio de Janeiro). A iniciativa integra a Rede Saúde Toda Hora que engloba o SAMU 192, UPAS 24 horas, Salas de Estabilização, serviços da Atenção Básica e Melhor em Casa.

 Convênio

O Santa Marcelina receberá R$3 milhões para reformar o pronto-socorro e melhorar a infraestrutura de atendimento. Outros R$3,6 milhões serão liberados anualmente pelo governo federal para ajudar a custear o atendimento ao SUS. Simão Pedro indicou emenda parlamentar no valor de R$ 500 mil no Orçamento de 2012 para as obras do pronto-socorro.

Com a construção de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h), o atendimento de urgência e emergência da zona leste será reforçado. Será montada uma estrutura de pronto atendimento 24 horas por dia, sete dias na semana, que ajudará a desafogar o atendimento no hospital. O posto deve começar a funcionar a partir de janeiro, em um espaço localizado a cerca de 100 metros do Santa Marcelina.

Estiveram presentes os secretários estadual e municipal de Saúde de São Paulo e o prefeito Gilberto Kassab.

 

 

 

 

 

 

Atuação de Simão Pedro junto ao Santa Marcelina

Em abril deste ano, o deputado acompanhou o ministro da Saúde no Hospital e Maternidade Santa Marcelina para uma exposição da Irmã Rosane Ghedini sobre a história deste e a sua dimensão atual. Leia aqui e veja como foi a visita na íntegra.

Em junho de 2010, Simão Pedro e o deputado federal Paulo Teixeira embarcaram para Brasília com comitiva de lideranças da zona leste para audiência com o ministro da Educação, Fernando Haddad. A pauta foi sobre a instalação de um instituto federal de educação técnica. Relembre aqui.

Diretório Municipal oficializa a pré-candidatura de Haddad
Alckmin promete R$ 355 milhões em obras de combate a enchentes e não gasta nada
RSS
Follow by Email
Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram