Centrais de Triagem Mecanizadas

São Paulo 2014-06-05 Inauguração da Central Mencanizada de Triagem Ponte Pequena Sr. GILBERTO CARVALHO, Ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República. Sra. IZABELLA TEIXEIRA, Ministra de Estado do Meio Ambiente Sr. SIMÃO PEDRO, Secretário Municipal de Serviços. Sr. FERNANDO HADDAD, Prefeito de São Paulo Foto Cesar Ogata / SECOM

Decidimos trocar os investimentos das concessionárias de coleta (Loga e Ecourbis) para garantir o cumprimento da meta de 10% de reciclagem, implantando duas Centrais de Triagem Mecanizadas, com capacidade individual de triar 250 toneladas/dia de resíduos secos. São as primeiras e únicas do tipo na América Latina. Suas inaugurações, com as presenças de ministros e do ex-presidente Lula, foram pontos marcantes na agenda ambiental da Cidade.

Com elas funcionando, pudemos ampliar a coleta seletiva em 10 distritos que não tinham esse serviço e ampliarmos gradativamente o volume de reciclagem de 40 mil ton/ano (2012) para 66 mil ton/ano (2014) e 84 mil ton/ano (2015), chegando com o serviço em 65% dos domicílios. A reciclagem de resíduos sólidos nunca passou de 1% na cidade e foi esse o índice que encontramos em 2013, com apenas 36% das residências atendidas pela coleta seletiva, sendo que dos 96 distritos, 22 não tinham esse serviço e outros 38 tinham parcialmente.

1403569_778816732190161_2874652733798980573_oEm 2016, com a contratação das cooperativas de reciclagem para fazer o serviço da coleta seletiva – reivindicação antiga do movimento e organizações dos catadores – complementarmente às concessionárias, a Cidade de São Paulo terá este importante serviço nos 96 distritos com cobertura em 100% dos domicílios. Estas ações terão o apoio de ações de educação ambiental através de duas plataformas web: a www.spcidadegentil.com.br, iniciativa das concessionarias de coleta para incentivar a reciclagem e www.saopaulomaislimpa.com.br para informar os cidadãos sobre os serviços de limpeza publica e coletas.