4ª Conferência Municipal de Meio Ambiente e construção do PGIRS – Plano de Gestão Integrada dos Resíduos Sólidos

Com ampla e histórica participação popular e cidadã, realizamos a Conferência Municipal de Meio Ambiente – Resíduos Sólidos em setembro de 2013, que resultou no PGIRS – Plano de Gestão Integrada dos Resíduos Sólidos, decretado pelo Prefeito em abril do ano seguinte, e que abarca todos os tipos de resíduos produzidos na cidade, definindo ações e rota tecnológica para os próximos 20 anos e que, aplicadas, reduzirá o envio para os aterros de cerca de 82% desses resíduos.

A Prefeitura limitava-se a manter convênios com 20 cooperativas e isso se arrastava desde 2003. Nossa Gestão manteve uma relação profundamente respeitosa com os catadores de materiais recicláveis e criamos com a sua participação o inédito Programa Socio-Ambiental de Coleta Seletiva de Resíduos Sólidos Domiciliares Secos onde, através dele, o município fará a doação social dos resíduos coletados e triados nas centrais mecanizadas às cooperativas credenciadas na AMLUrb, o que garantirá melhoria dos ganhos e investimentos nas mesmas, instituindo o Fundo Paulistano de Reciclagem e o seu Conselho Gestor deliberativo, composto só por catadores.

Assinamos um convênio e garantimos investimentos de R$ 41 milhões do BNDES nas cooperativas de reciclagem, com construção de três novos galpões, a reforma e semi-mecanização de outros 8, além de ações de capacitação e gestão. Outro convênio assinado com o MTb/SENAES destinou R$ 5 milhões para ações de incentivo à economia solidária, construção de 3 novos galpões e acompanhamento dos contratos da AMLUrb com as cooperativas para a coleta seletiva através de contrato com a Fundatec.