Wifi Livre

kazg8oltgyCDYtcw0Q3dGwO Programa WI-FI Livre SP, ou Praças Digitais, foi criado ainda em 2013 para atender compromisso do Prefeito Haddad no seu Programa de Governo apresentado durante as eleições de 2012 e colocado em seu Plano de Metas. Neste último, foi registrada a meta de implantação de 42 praças digitais, 1 em cada uma das subprefeituras e 10 na região central. Ao final, depois de estudos e análise do projeto-piloto realizado na Praça Dom José Gaspar, o programa destinou R$ 30 milhões para implantar e manter durante 3 anos, 120 praças, uma em cada um dos 96 distritos e as outras 24 em lugares icônicos e de maior visitação da região central. A última delas foi implantada em março de 2015 no Vão Livre do Masp.

O acesso será irrestrito e gratuito a qualquer cidadão, que poderá fazer uso da rede por meio de notebooks, tablets, smartphones ou qualquer outro dispositivo. O projeto tem a coordenação da Secretaria Municipal de Serviços através da CCCD – Coordenadoria de Conectividade e Convergência Digital – com apoio técnico da PRODAM – Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Município de São Paulo – e atende à meta 73 do Plano de Metas da Prefeitura de São Paulo (eixo temático 1 – Compromisso com os direitos sociais e civis) e segue as seguintes diretrizes :

  • Conexão de 512 Kbps efetivos por usuário, para download e upload;
  • Qualidade, estabilidade e garantia de banda que contemplem diversos usos da internet, inclusive Voz sobre IP e vídeo;
  • Infraestrutura que assegure o acesso à internet por meio de dispositivos de diversos tipos, como smartphones, tablets, notebooks, netbooks;
  • Sistema de gestão que permita detectar e evitar possíveis incidentes e cumprir determinações legais e judiciais;
  • A neutralidade não pode ser quebrada. O prestador de serviço não está autorizado a filtrar o tráfego por IP de origem ou de destino, por aplicação ou por conteúdo, exceto para cumprir legislação em vigor;
  • Medição da estabilidade, disponibilidade e capacidade da banda por meio do SIMET – Sistema de Medição de Tráfego Internet, disponível pela internet para qualquer usuário.

ha-wi-fiA Coordenadoria contratou a Prodam para realizar a concorrência pública realizada com sucesso e que viabilizou a contratação das empresas WCS e Ziva. Hoje, são realizados cerca de 2,5 milhões de acessos mensais nas PraçasWi-Fi, tornando a cidade de São Paulo a segunda no Brasil em número de locais ofertados e a primeira em número de acessos. Em 2014, a Secretaria de Serviços contratou a São Paulo Negócios para elaborar projeto de expansão das Praças Digitais em parceria com a iniciativa privada. Depois de um processo de consulta pública para indicação de novos locais e tipos de serviços a serem oferecidos, e análise do interesse do setor privado em associar-se  e financiar o projeto um Edital de Chamamento foi publicado no Diário Oficial do Município no último dia 30/03.

Além de expandir e garantir a manutenção do serviço em espaços públicos (área externa), a parceria a ser firmada prevê a implantação de projetos de aprimoramento, instalação de mobiliário urbano qualificado e equipamentos de utilidade pública. Com isso, o que se espera é aumentar o impacto e a amplitude das iniciativas de conectividade do município. Em contrapartida, os parceiros poderão expor suas marcas locais escolhidos para a ampliação do projeto. Os novos pontos deverão priorizar as regiões com baixo acesso à Internet, mas deverão, ao menos, contemplar uma localidade por distrito.

Ainda por meio da consulta, o munícipe poderá apoiar propostas enviadas por outras pessoas, incluindo fotos dos locais sugeridos, endereços, informações específicas e a descrição do porquê da escolha dos espaços. No que se refere à sugestão das intervenções, a participação será via formulário, permitindo ao usuário opinar, entre outros pontos, sobre o mobiliário urbano, equipamentos de recreação e recargas de celular. Também será permitido o cadastro voluntário de agentes promotores de intervenções urbanas interessados em participar do futuro programa.

 Compartilhe nas Redes Sociais

Wifi Livre

O Programa WI-FI Livre SP, ou Praças Digitais, foi criado ainda em 2013 para atender compromisso do Prefeito Haddad no seu Programa de Governo apresentado durante as eleições de 2012 e colocado em seu Plano de Metas. Neste último, foi registrada a meta de implantação de 42 praças digitais, 1 em cada uma das subprefeituras e 10 na região central. Ao final, depois de estudos e análise do projeto-piloto realizado na Praça Dom José Gaspar, o programa destinou R$ 30 milhões para implantar e manter durante 3 anos, 120 praças, uma em cada um dos 96 distritos e as outras 24 em lugares icônicos e de maior visitação da região central. A última delas foi implantada em março de 2015 no Vão Livre do Masp.

kazg8oltgyCDYtcw0Q3dGw

O acesso será irrestrito e gratuito a qualquer cidadão, que poderá fazer uso da rede por meio de notebooks, tablets, smartphones ou qualquer outro dispositivo. O projeto tem a coordenação da Secretaria Municipal de Serviços através da CCCD – Coordenadoria de Conectividade e Convergência Digital – com apoio técnico da PRODAM – Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Município de São Paulo – e atende à meta 73 do Plano de Metas da Prefeitura de São Paulo (eixo temático 1 – Compromisso com os direitos sociais e civis) e segue as seguintes diretrizes:

  • Conexão de 512 Kbps efetivos por usuário, para download e upload;
  • Qualidade, estabilidade e garantia de banda que contemplem diversos usos da internet, inclusive Voz sobre IP e vídeo;
  • Infraestrutura que assegure o acesso à internet por meio de dispositivos de diversos tipos, como smartphones, tablets, notebooks, netbooks;
  • Sistema de gestão que permita detectar e evitar possíveis incidentes e cumprir determinações legais e judiciais;
  • A neutralidade não pode ser quebrada. O prestador de serviço não está autorizado a filtrar o tráfego por IP de origem ou de destino, por aplicação ou por conteúdo, exceto para cumprir legislação em vigor;
  • Medição da estabilidade, disponibilidade e capacidade da banda por meio do SIMET – Sistema de Medição de Tráfego Internet, disponível pela internet para qualquer usuário.

ha-wi-fi

A Coordenadoria contratou a Prodam para realizar a concorrência pública realizada com sucesso e que viabilizou a contratação das empresas WCS e Ziva. Hoje, são realizados cerca de 2,5 milhões de acessos mensais nas PraçasWi-Fi, tornando a cidade de São Paulo a segunda no Brasil em número de locais ofertados e a primeira em número de acessos. Em 2014, a Secretaria de Serviços contratou a São Paulo Negócios para elaborar projeto de expansão das Praças Digitais em parceria com a iniciativa privada. Depois de um processo de consulta pública para indicação de novos locais e tipos de serviços a serem oferecidos, e análise do interesse do setor privado em associar-se  e financiar o projeto um Edital de Chamamento foi publicado no Diário Oficial do Município no último dia 30/03.

Além de expandir e garantir a manutenção do serviço em espaços públicos (área externa), a parceria a ser firmada prevê a implantação de projetos de aprimoramento, instalação de mobiliário urbano qualificado e equipamentos de utilidade pública. Com isso, o que se espera é aumentar o impacto e a amplitude das iniciativas de conectividade do município. Em contrapartida, os parceiros poderão expor suas marcas locais escolhidos para a ampliação do projeto. Os novos pontos deverão priorizar as regiões com baixo acesso à Internet, mas deverão, ao menos, contemplar uma localidade por distrito.

Ainda por meio da consulta, o munícipe poderá apoiar propostas enviadas por outras pessoas, incluindo fotos dos locais sugeridos, endereços, informações específicas e a descrição do porquê da escolha dos espaços. No que se refere à sugestão das intervenções, a participação será via formulário, permitindo ao usuário opinar, entre outros pontos, sobre o mobiliário urbano, equipamentos de recreação e recargas de celular. Também será permitido o cadastro voluntário de agentes promotores de intervenções urbanas interessados em participar do futuro programa.

 Compartilhe nas Redes Sociais

RecebaInformativo

Você assinou nosso boletim com sucesso e em breve receberá correspondência !